Desafios do Bahiadoc – arte documento: partilhando perspectivas

O que é e o que quer o Bahiadoc - arte documento?

Ao mesmo tempo em que partilhamos as nossas perspectivas para este ano de 2013, nós lembramos as ações que concretizamos até aqui, num ávido processo de construção e de luta a caminho da consolidação de mais um espaço que valoriza o campo do audiovisual na Bahia através das redes e das potencialidades da Cultura Digital.

O BAHIADOC

BAHIA-DOCO Bahiadoc – arte documento é uma iniciativa online, cuja plataforma foi lançada em julho de 2011. Coordenado por Fabricio Ramos e Camele Queiroz, realizadores independentes e agentes culturais, o Bahiadoc tem como principal objetivo a promoção de novos espaços de articulação, informação, discussão e reflexão sobre o cenário audiovisual contemporâneo na Bahia, com ênfase em realizações e contextos relacionados ao campo de não-ficção e videoarte.

Num mundo regido pela insaciabilidade do olho, que torna imperativo o pensamento e o debate crítico sobre uma “nova ética do ver”, queremos discutir a prática do documento e as questões que a experiência audiovisual documental na Bahia instaura em sua prática e história. Valorizamos, portanto, as realizações de artistas e cineastas baianos (ou que atuam e vivem na Bahia) e – através de suas obras – buscamos pensar as relações entre o artístico e o documental, entre o Belo e o Verdadeiro, entre a História e as visões de mundo autorais.

Aliás, a nossa ideia de valorizar o campo de não ficção na Bahia centra-se na perspectiva de que a produção documental de um lugar acaba por constituir um processo social de produção de sentido: interpretações fragmentárias do mundo que podem conter expectativas de descentramento da totalidade e de relativização das representações dominantes. Pesquisar, informar e difundir – priorizando a lógica do acesso às obras – as realizações que revelam diversos aspectos que compõem diferentes realidades na Bahia e relacionam tais realidades locais àquelas outras de todas as partes e todas as épocas, é trabalho que coopera para o conhecimento e para a autovalorização de nossa cultura e de nossa arte.

O Bahiadoc, entretanto, encontra-se em processo de consolidação e muitos ajustes e melhoramentos deverão ser implementados assim que possível. Por exemplo, a reestruturação da arquitetura da informação e o aprimoramento da interface gráfica do ambiente da Comunidade e do Fórum (já existentes, porém com funcionalidades limitadas), favorecerá o crescimento do número de usuários e o aumento qualitativo das participações, e fortalecerá as interações entre os colaboradores que participam do sítio, gerando novos espaços de articulação em rede voltados para diversos agentes que se relacionam com o campo audiovisual.

São esses os nossos desafios para 2013, juntamente com a criação e realização de novos projetos documentais e artísiticos. Estabelecer parcerias com cineclubes da bahia para trocas e ações conjuntas; articular projetos com coletivos e grupos de realizadores; ampliar os nossos bancos de dados para auxiliar pesquisas sobre audiovisual na Bahia; e fomentar e fortalecer interações entre a gente que faz audiovisual, formando redes e estabelecendo meios de efetiva e ampla interação. Estamos trabalhando para realizar essas ideias. Avante!

O BAHIADOC EM 2012

O Bahiadoc iniciou as suas ações lançando o sítio online em julho de 2011, a partir do apoio da Funarte. Depois, através do apoio do Fundo de Cultura da Bahia, passamos a produzir o Canal Bahiadoc. Em 2012, realizamos o documentário “hera”, produção independente que traz conversas com seis poetas baianos do grupo que fundou a revista Hera, publicação que engendrou uma marcante movimentação literário-cultural na Bahia, com significativa repercussão nacional.

CANAL BAHIADOC

Captura de tela 2013-03-02 às 09.26.32

O Canal Bahiadoc realiza uma série de 06 (seis) vídeos para difusão via internet, produzidos com regularidade trimestral, com temáticas ligadas às artes visuais na Bahia que se relacionam com o campo da não-ficção e com a cena independente.
O dois primeiros webdocs trazem encontros com realizadores baianos que viabilizaram projetos através do Programa DOCTV na Bahia, abordando discussões sobre acesso aos bens culturais, programas públicos de incentivo e sobre os temas – de relevância cultural e social – abordados por cada realizador.

Assista o terceiro webdoc:

O terceiro webdoc traz um encontro com o CUAL – Coletivo Urgente de Audiovisual, grupo de jovens cineastas que ousam dinamizar novos processos de produção para viabilizar suas produções coletivas que marcam presença em vários festivais, conquistando prêmios e promovendo ações de formação e discussão sobre cinema e vídeo na Bahia.

DOCUMENTÁRIO HERA

Captura de tela 2013-03-02 às 00.54.01Um grupo de amigos, um grupo de poetas, um grupo de conflitos. Decidimos conhecer mais proximamente a poesia que se manifestou através do grupo, e mais além, saber das pessoas por trás dos poetas. O doc “hera” (2012) traz encontros com seis poetas do grupo que fundou a revista Hera, publicação que engendrou uma marcante movimentação literário-cultural na Bahia, com significativa repercussão nacional. Os poetas falam de relações e amizade, comentam sobre suas motivações poéticas, refletem sobre contextos contemporâneos e manifestam as suas visões de mundo, desde o local até o universal. Participam os poetas, escritores e artistas visuais baianos Antonio Brasileiro, Juraci Dórea, Washington Queiroz, Wilson Pereira de Jesus, Roberval Pereyr e Uaçaí Lopes.

Trailer do doc:

O documentário “hera”, entretanto, não ousa desvendar os poetas nem conformar biografias, mas antes se constitui como um exercício de aproximação, tornando-os os sujeitos do documentário. Aos autores, coube a difícil tarefa de organizar as breves mas ricas vivências registradas em vídeo, e sobretudo a grata missão de transmitir, da forma que nos foi possível, a dimensão da experiência. O documentário, portanto, não busca reportar a história do grupo: em lugar de uma reportagem ou um recorte informativo/estético, o doc propõe uma imersão na atmosfera poética de cada momento, de cada diálogo, de cada silêncio.

O doc “hera” – um recorte de um belo momento da poesia – foi realizado sem aporte de patrocínios. Contamos com o apoio da DIMAS – Diretoria de Audiovisual e Multimeios da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), que através do Núcleo de apoio à produção, o NAP, disponibilizou equipamento e dois técnicos cinegrafistas. O Goethe Institut (ICBA), por sua vez, cedeu o espaço para a exibição do documentário, em caráter especial, com a presença dos poetas participantes. A exibição, aberta ao público e com entrada franca, ocorreu em 9 de março de 2012. Em setembro de 2012, o doc “hera” foi exibido no Teatro do Centro Universitário de Cultura e Arte de Feira de Santana, a convite do Aberto CUCA 2012.

Este é o blog do Bahiadoc. O sítio principal do Bahiadoc é: http://www.bahiadoc.com.br

O sítio especial do projeto Canal Bahiadoc, no qual se pode acessar todos os webdocs produzidos até aqui, é: http://www.bahiadoc.com.br/canalbahiadoc

Todas as informações sobre o documentário “hera”, incluindo o acesso ao doc na íntegra online, a ficha técnica e meios de aquisição, estão no sítio especial do “hera”, em: http://www.hera.bahiadoc.com.br/

Anúncios

Um comentário em “Desafios do Bahiadoc – arte documento: partilhando perspectivas”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s