Fotógrafo Sulbaiano lança campanha para estudar Cinema em Cuba

11541548_1100674823292517_363567517_o

Depois de um processo seletivo que envolveu mais de 500 jovens cineastas de todo o Brasil, Flávio Rebouças foi selecionado junto a outros sete candidatos para o Curso Regular em Cinematografia da Escuela Internacional de Cine y TV (EICTV), em Cuba. Ele foi o único brasileiro escolhido para cursar a Especialização em Fotografia na turma 2015-2018. O curso, que tem duração de três anos, custa 5 mil euros por ano. Neste primeiro ano, Flávio tem que arcar com metade do valor anual (2.500 mil euros), além da passagem aérea para Havana e uma lista de equipamentos solicitados pela instituição. A outra parte dos custos serão subsidiados pelo Ministério da Cultura.

A urgência em arrecadar a quantia levou Flávio Rebouças a unir forças com a cineasta sergipana Everlane Moraes, também selecionada pela EICTV. Eles lançaram a campanha TRAVESSIA CINE CUBA, com intenção de mobilizar colaboradores dispostos a ajudá-los a realizar esse sonho.

Flávio criou uma “vakinha” virtual. Qualquer pessoa pode doar a quantia que quiser e viabilizar a ida do jovem fotógrafo e videomaker para a EICTV. Para colaborar, acesse o link da campanha TRAVESSIA CINE CUBA, no site Vakinha: http://bit.ly/1GbGDWl.

Flávio Rebouças nasceu em Itacaré e graduou-se em Comunicação Social (Rádio e TV) na Universidade Estadual de Santa Cruz, em Ilhéus, na Bahia, onde mora. Sua atuação no universo do audiovisual envolve o uso da fotografia, do vídeo e do cinema para discutir questões ligadas aos direitos humanos, à comunicação e à educação, principalmente em comunidades quilombolas, de terreiro e entre a juventude das periferias.

A EICTV, fundada em 1986 pela Fundação Novo Cinema Latino-Americano (FNCL) e localizada em San Antonio de los Baños (Cuba), é considerada um dos melhores centros de formação audiovisual de todo o mundo. Seus fundadores foram o jornalista e escritor colombiano Gabriel Garcia Marquez, o poeta e realizador argentino Fernando Birri e o teórico e realizador cubano Julio García Espinosa, entre outros. Na época, a intenção foi criar uma escola que recebesse povos de língua latina e de países africanos e asiáticos. Desde então, já formou milhares de estudantes e profissionais de mais de 50 nações, que fizeram desta escola um espaço para a multiplicidade cultural de grande envergadura, hoje referência mundial.

Você também pode entrar em contato com Flávio via e-mail: fsbreboucas@hotmail.com. Conheça a página da campanha no Facebook: http://on.fb.me/1G3H8CQ

Com informações de Vôo Audiovisual.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s