Na Cisjordânia: “As favelas brasileiras ocupadas me vinham à mente” (Caetano Veloso)

É impossível, para nós, não colocar o MUROS como um filme que dialoga com sentimentos que Caetano aborda no seu texto. Em visita à Cisjordânia junto com Gilberto Gil, ele diz: “As favelas brasileiras ocupadas me vinham à mente. (…) Era impossível não fazer paralelo com situações que vivemos no Brasil.” (CAETANO)